BEM VINDO A PARNAMIRIM


     


    Com um povo empreendedor e dinâmico, Parnamirim foi o município do "Clube dos 100 mil" que registrou o maior crescimento da economia entre 1999 e 2012 no Rio Grande do Norte. Neste período, o Produto Interno Bruto cresceu - em valores nominais, sem levar em conta a inflação - 632%. Natal e Mossoró, as outras cidades com mais de 100 mil habitantes, cresceram 278% e 525%, respectivamente. No período, o índice de preço ao consumidor amplo, indicador oficial do Governo Federal para aferir as metas inflacionárias foi de 174,75%.

    Em Parnamirim, o PIB pulou de R$ 404,6 milhões naquele ano para R$ 2,96 bilhões em 2012, segundo números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados na primeira quinzena de dezembro/2014.

    A evolução histórica do PIB mostra que Parnamirim só perde para Guamaré, que teve um crescimento atípico, de 1.624%, impulsionado pela instalação de uma refinaria para processamento de combustível de aviação e de óleo diesel em meado da década passada naquele município. Mesmo assim, o PIB de Guamaré caiu em 2012 no comparativo com o ano anterior, enquanto o de Parnamirim agregou R$ 254 milhões a mais.

    No que se refere à formação do PIB estadual, a participação de Parnamirim passou de 4,98% para 7,49% entre 1999 e 2012, enquanto a Mossoró subiu de 8,85% para 11,36% e a de Natal caiu de 43,25% para 33,61%.

    Em 2012, o PIB parnamirinense alcançou R$ 2,96 bilhões, o que o mantém na terceira posição do ranking estadual, à frente de Guamaré e atrÁs de Natal e Mossoró. O Produto Interno Bruto é formado por três grandes segmentos da economia brasileira: agropecuÁria, indústria e serviços.

    Uma análise dos dados, realizada pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema) mostra que 78,67% do PIB de Parnamirim vêm do setor de serviços, 19,78% da indústria e 1,55% da agropecuária. "Na agricultura, o destaque foi a produção de coco-da-baía; na pecuária, a criação de frangos" para abastecer o mercado da Grande Natal, informa o Idema.

    A fabricação de laminados planos e tubulares de material plástico e os artigos de vestuários foram os destaques da indústria na formação do PIB municipal, enquanto no setor de serviços, despontou o comércio de material de construção, um segmento forte na cidade, para atender à demanda das atividades imobiliárias e aluguéis.

    Em 2012, último ano do primeiro mandato do prefeito Maurício Marques, a construção de moradias do programa Minha Casa Minha Vida, em parceria com o governo federal, atingiu o Ápice, mantendo alta a geração de empregos na construção civil e suprindo, em grande parte, a queda na demanda de empreendimentos privados.

    Para o prefeito, mais importante que o crescimento econômico foi a melhoria dos indicadores sociais. Em 2000, segundo dados do programa Objetivos do Milênio (ODM), instituído pelas Nações Unidas, 27% da população viviam abaixo da linha da pobreza. Em 2010, essa proporção caiu para 11, 8%. O último relatório do ODM, de 2013, informa que a meta de reduzir a pobreza pela metade foi alcançada pelo município cinco anos antes do prazo do previsto, que é 2015.

    Clique para ver alguns dados Estatísticos do Município


    Parnamirim em tupi guarani significa "rio pequeno" é um município brasileiro localizado no estado do Rio Grande do Norte. Pertencente à Região Metropolitana de Natal, à mesorregião do Leste Potiguar e à microrregião de Natal, localiza-se ao sul da capital estadual, distando desta doze quilômetros. Ocupa uma Área de 123,471 km2, e sua população foi estimativa a no ano de 2012 em 214 199 habitantes, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sendo então oterceiro município mais populoso do estado.

    Conurbada à capital, Parnamirim vive um intenso crescimento econômico, especialmente no setor imobiliário, se tornando uma verdadeira extensão de Natal. A sede tem uma temperatura média anual de 25,6C e na vegetação original do município predomina a Mata Atlântica. Em relação à frota automobilística, em 2010 foram contabilizados 47 137 veículos. Sua taxa de urbanização é de 100% (2010), classificando Parnamirim como o município mais urbanizado do Rio Grande do Norte. O IDH (índice de Desenvolvimento Humano) do município, segundo dados do IBGE 2014, é de 0,684, considerado "alto" segundo os critérios da mesma, estando na primeira posição ano entre os municípios potiguares, à frente, inclusive, da capital, Natal, que se encontra em segundo lugar. Isso faz com que o Rio Grande do Norte seja o único estado da Região Nordeste no qual a capital não é o município com o melhor IDH, segundo dados de 2010.

    O município abrigou o principal aeroporto do estado, o Augusto Severo, desde sua criação até sua desativação em 2014, além de ser sede do Centro de Lançamento de Foguetes da Barreira do Inferno, primeira base do tipo no país. Pontos turísticos como o maior cajueiro do mundo e as praias de Cotovelo e Pirangi do Norte, somando por abrigar eventos e shows musicais durante a alta estação, fazem da cidade um dos principais destinos turísticos do estado. Emancipado de Natal no ano de 1958, Parnamirim é reconhecida internacionalmente como "Trampolim da Vitória", tendo fortes ligações históricas com a Segunda Guerra Mundial quando se tornou sede da então base aérea americanaParnamirim Field - hoje Base Aérea de Natal - devido à sua localização estratégica global, servindo de ponto da partida de muitas aeronaves americanas, de todos os tipos, para levar tropas para o front da África. A grande movimentação de soldados americanos influenciou a população local introduzindo sua cultura e, movimentando, de certa forma, a economia da cidade e até mesmo participando da vida social dos habitantes à época.