Notícias

Prefeitura discute a criação do Instituto do Envelhecimento

11/01/2018

A Prefeitura de Parnamirim reuniu ontem (10/01), representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS) e da Secretaria Municipal de Saúde (SESAD) para firmar um acordo com a Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), para a criação do Instituto Internacional do Envelhecimento Humano, em Parnamirim, com apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Parnamirim tem hoje, aproximadamente 30 mil idosos. "Nossa rede de assistência ao idoso exige o fortalecimento das políticas públicas e estratégias que favoreçam o envelhecimento ativo e saudável da população", explicou a titular da SEMAS e vice-prefeita Elienai Cartaxo. 

Trata-se de um projeto de cooperação de pesquisa e extensão da UFRN, em convênio com a Prefeitura de Parnamirim, que permite validar e aplicar uma ferramenta de monitoramento geriátrico sobre a população. "Nesta primeira fase, faremos reuniões para o diagnóstico da população acima de 60 anos e suas necessidades", disse a Dra. Socorro Morais. 

"O projeto do Instituto do Envelhecimento é muito bem-vindo. Poder ampliar ações conjuntas com as universidades em benefício dos parnamirinenses é sempre algo muito positivo", disse o Secretário Municipal de Saúde, Dr. João Albérico.

De acordo com a Secretária Nacional do MDH, Dra. Socorro Morais, a qualidade de vida da pessoa idosa fica comprometida com a perda da funcionalidade, o que exige que sejam criadas políticas públicas urgentes para garantir um envelhecimento ativo e funcional.

"Vivemos uma crise de cuidados e quanto aos idosos, esta é uma realidade já diagnosticada e que exige intervenções. Queremos unir esforços entre a UFRN e os técnicos da Prefeitura de Parnamirim para transformar positivamente esta realidade", reforçou a Secretária Nacional do MDH, Socorro Morais.

Uma nova reunião para avançar no debate em torno deste assunto está prevista para acontecer em fevereiro e deverá tratar da fase de diagóstico para implantação das atividades do Instituto internacional do Envelhecimento.


Postado Por: Aldo Peixoto Junior
Fotografia de: ASCOM

Compartilhe: Compartilhar Facebook Share on Google+