Notícias Profissionais da sa˙de participam de palestra sobre CoronavÝrus - 05/03/2020

Profissionais da saúde que atuam nas unidades básicas do município participaram, na tarde desta quinta-feira (5), no auditório do Centro Administrativo, de uma palestra com o médico infectologista André Prudente, diretor do Hospital Giselda Trigueiro sobre o Coronavírus.

A palestra foi organizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesad), através do Departamento de Vigilância em Saúde e teve como objetivo passar as principais orientações e esclarecimentos o Covid-19, a doença causada pelo vírus, com casos confirmados principalmente na China e em vários países da Europa. 

O durante a palestra, o especialista levou informações como a história o vírus, como se deu o seu surgimento, suas principais características físicas e principais manejos necessários para a prevenção, além do tratamento adequado para os possíveis casos que ocorrerem.

De acordo com o infectologista, até o momento não há nenhum caso confirmado no RN, apenas alguns suspeitos, com muitos já tendo sido descartados. Atualmente o estado conta com cinco casos suspeitos, sendo seis já descartados.

O médico alerta que um dos principais cuidados a serem tomados é a higienização das mãos, que são as principais vias de contaminação pelo vírus. “Se o indivíduo estiver com a mão sempre higienizada, ela terá menos riscos de adoecer”, lembrou. 

O especialista reitera que como até o momento não nenhum caso de transmissão ocorrida em território brasileiro (de indivíduo para indivíduo), os principais cuidados estão voltados para aquelas pessoas que viajaram ou que entraram em contato com pessoas que estiveram em algum país em que há casos confirmados de transmissão da doença, como China Itália, França e Alemanha.

“As pessoas que estiverem enquadradas nessa situação e que tenham desenvolvido sintomas gripais, como tosse, febre, coriza e dor no corpo, essas pessoas devem procurar atendimento médico”, explicou.

Para a secretária de saúde do município, Terezinha Rêgo, a palestra é muito importante, pois deixa os profissionais e, consequentemente, a população de uma das principais armas contra o vírus, a informação. “Esta é uma situação nova que já vem atingindo vários países. daí a necessidade de estarmos capacitando nossa rede de saúde, para podermos dar toda a assistência necessária para a população”, disse. 


Postado Por: Saulo Tarso de Castro
Fotografia de: ASCOM

Compartilhe: Compartilhar Facebook Share on Google+