Notícias Sesad orienta sobre como proceder em caso de sintomas suspeitos da Covod-19 - 22/05/2020

A Prefeitura de Parnamirim segue trabalhando no enfrentamento ao novo Coronavírus, causador da Covid-19. Para fazer o controle e monitoramento dos casos no município, dando a assistência adequada à população, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesad), orienta a população sobre os procedimentos que devem ser adotados em casos de sintomas suspeitos da doença.

De acordo com Thulianne Lopes, coordenadora do setor de vigilância epidemiológica, o primeiro passo, em caso de sintomas suspeitos, é ligar para o serviço de teleatendimento, instalado pela secretaria para orientar a população. 

O serviço, composto por profissionais como médicos, assistentes sociais e psicólogos, funciona através dos números 3272-2444 e 3272-2144, das 7h às 19h, sob regime de plantão.  Através dele, as pessoas são orientadas sobre quando devem permanecer em casa, em isolamento, ou quando dever procurar uma unidade de saúde mais próxima. 
Segunda Thulianne Lopes é recomendado ficar em casa, em isolamento, quando a pessoas apresentarem sintomas leves como tosse seca, dor de cabeça ou coriza. Já quando esses sintomas vierem associados de febre persistente, a recomendação é se dirigir até uma unidade de saúde. 

“Nos casos em que o indivíduo apresente todos esses sintomas, somado ao fato de apresentarem dificuldades respiratórias, a orientação é procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou a unidade mista Márcio Marinho”, acrescentou.

Após chegar até uma unidade de saúde, o paciente é avaliado por uma equipe médica e encaminhado para realizar exames que detectam a presença do vírus no organismo. Os exames são realizados seguindo protocolos que atendem especificações sobre grupos considerados de risco e o grau de sintomas apresentados.

Com o encaminhamento em mãos, o paciente pode se dirigir até um dos quatro postos em que são feitas coletas para realização de testes. Os postos de coleta funcionam no laboratório central, no Centro da Cidade, na UPA de Nova Esperança, na UBS Suzete Cavalcanti, em Nova Parnamirim e no Hospital Márcio Marinho, em Pirangi. O resultado sai em uma média de 48 horas. 

Em caso de confirmação positiva para o novo Coronavírus, o paciente que tem condições físicas de se tratar em casa deverá ficar em isolamento domiciliar por até 14 dias, sendo acompanhado de forma remota pelas equipes das unidades de saúde e de vigilância em epidemiológica do município. 

Os pacientes que apresentam agravamento do quadro, são encaminhados para unidades especializadas e assistidos sob condições de internação. Em casos ainda mais graves, os pacientes podem necessitar de transferência para Unidades de Tratamento Intensivo (UTI).

Após 14 dias, aquelas pessoas que se trataram em isolamento domiciliar e que não apresentam mais sintomas estão consideradas curadas. Já as que ficarem internadas, em geral precisam de mais tempo para terem a saúde restabelecida, principalmente as que apresentam quadro de comorbidade, que são aquelas doenças pré-existentes.

De forma geral, a coordenadora do setor de vigilância epidemiológica orienta que a principal recomendação continua sendo ainda as medidas de isolamento de distanciamento social. “O isolamento, mesmo para quem não apresenta nenhum sintoma, continua sendo uma das formas mais eficazes para combatermos a disseminação do vírus”, concluiu.


Postado Por: Saulo Tarso de Castro
Fotografia de: ASCOM

Compartilhe: Compartilhar Facebook Share on Google+