Notícias Hospital de Campanha começa a receber pacientes transferidos da UPA de Nova Esperança - 01/06/2020

O Hospital de Campanha de Parnamirim, entregue na manhã desta segunda-feira (1), começou a receber os primeiros pacientes com Covid-19, transferidos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Esperança. 

Inicialmente, a unidade recebeu seis pacientes na tarde desta segunda-feira, os demais serão transferidos gradativamente. A unidade hospitalar conta com 44 leitos clínicos, sendo dois de estabilização.

De acordo com Jacyara Rangel, secretária adjunta de saúde do município, os pacientes transferidos para o hospital de campanha serão regulados a partir da UPA de Nova Esperança, após encaminhamento da própria unidade. A transferência deverá atender a um fluxo de critérios pré-estabelecidos.

A estratégia da Secretaria Municipal de Saúde (Sesad) e receber, no hospital, aqueles pacientes com casos considerados leves ou moderados, além daqueles que estão com suspeita de contaminação pelo novo Coronavírus.

A secretária explica que os pacientes com casos leves, mas que tenham alguma comorbidade (doenças pré-existentes), que iniciam rapidamente o tratamento tem menos chances de precisar de um leito de UTI. Segundo ela, mesmo em caso de agravamento, o hospital possui salas de estabilização, para onde os pacientes serão encaminhados, e posteriormente transferidos para Unidades de Tratamento Intensivo. 

“Estamos trabalhando para que esses pacientes que estão sendo transferidos para o hospital de campanha sejam tratados de maneira que a doença não evolua para uma forma mais grave”, acrescentou Jacyara Rangel.

Presente na entrega do Hospital de Campanha, o prefeito Rosano Taveira falou de todos sobre os esforços realizados pela administração, para a implantação da unidade de saúde e da importância do equipamento na cidade durante e pós pandemia. 
 
“A crise é mundial, países de primeiro mundo sofreram bastante. Mas estamos nos esforçando para levar uma saúde de qualidade ao parnamirinense. A chegada do Hospital de Campanha é muito importante na batalha contra a Covid-19. Lembro que todos os equipamentos adquiridos continuarão na cidade quando a pandemia passar. Agradeço a todos os profissionais envolvidos nesta batalha. A união de todos é fundamental para superarmos esta situação”, disse. 

De acordo com a Sesad, o Hospital de Campanha conta com uma equipe composta por médicos internistas, infectologistas, plantonistas e técnicos de enfermagem trabalhando em rodízio de 12 horas, e enfermeiros. Fisioterapeutas, funcionários de limpeza e duas secretárias também atuarão na unidade, além de profissionais de assistência social, psicologia, bioquímicos e recepcionistas. 


Postado Por: Saulo Tarso de Castro
Fotografia de: ASCOM

Compartilhe: Compartilhar Facebook Share on Google+