Notícias Hospital de Campanha recebe mais cinco pacientes transferidos da UPA - 03/06/2020

O Hospital de Campanha de Parnamirim recebeu nesta quarta-feira (3), mais cinco pacientes com Covid-19, transferidos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Esperança. Atualmente, 13 pacientes estão internados na unidade, que possui 44 leitos, sendo dois de estabilização.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde (Sesad), atualmente a UPA de Nova Esperança está com 11 pacientes internados, o que representa 55% da capacidade. Já o Hospital Márcio Marinho, em Pirangi, que conta 31 leitos, está com 60% da sua capacidade total de ocupação.  

Com relação ao hospital de campanha, que foi entregue na última segunda-feira (1), a secretária municipal de saúde do município, Jacyara Rangel explica que a porta de entrada da unidade hospitalar funciona através da UPA. “Os pacientes transferidos para o hospital de campanha serão regulados a partir da UPA de Nova Esperança, após encaminhamento da própria unidade. A transferência deverá atender a um fluxo de critérios pré-estabelecidos”, disse.

A estratégia da Secretaria Municipal de Saúde (Sesad) é receber, no hospital, aqueles pacientes com casos considerados leves ou moderados da Covid-19, além daqueles que estão com suspeita de contaminação.

A secretária explica que os pacientes com casos leves, mas que tenham alguma comorbidade (doenças pré-existentes), que iniciam rapidamente o tratamento tem menor probabilidade de precisar de um leito de UTI. Segundo ela, mesmo em caso de agravamento, o hospital possui salas de estabilização, para onde os pacientes serão encaminhados, e posteriormente, se necessário, transferidos para Unidades de Tratamento Intensivo. 

“Estamos trabalhando para que esses pacientes que estão sendo transferidos para o hospital de campanha sejam tratados de maneira que a doença não evolua para uma forma mais grave”, acrescentou Jacyara Rangel.

Último boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira pelo setor de vigilância da Sesad aponta o total de 934 casos confirmados, sendo 211 curados. Além disso, 1080 estão em investigação, 1077 foram descartados e o número de óbitos chegou a 22.

 


Postado Por: Saulo Tarso de Castro
Fotografia de: ASCOM

Compartilhe: Compartilhar Facebook Share on Google+