Notícias Prefeitura participará de eventos remotos de proteção à mulher com síndicos e professores - 01/08/2020

A Prefeitura de Parnamirim, por meio das Secretarias de Educação e Cultura (Semec), Assistência Social (Semas) e Saúde (Sesad), participará nos dias 3 e 10 de agosto de eventos de proteção à mulher, contra atos de violência doméstica e familiar. O projeto é coordenado pela rede de atendimento municipal que envolve também o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e o Disque 100, serviço que recebe, analisa e encaminha denúncias de violações de direitos humanos. 

Os eventos serão promovidos pelo Grupo de Trabalho ‘Por Elas e Para Elas’, que atua nas políticas públicas de saúde, assistência social e educação do município, bem como na 7ª Promotoria de Justiça de Parnamirim. A ação tem como objetivo sensibilizar, e de forma especializada, busca garantir uma rede de atenção intersetorial que promova proteção, cuidado e protagonismo das mulheres em situação de violência doméstica e familiar. 

De acordo com a assistente social Elisângela Fonseca, a prefeitura será representada pelas técnicas de referência da Semec, Sesad, Semas e Conselho da Mulher. Além de compor o Grupo de Trabalho, elas também são responsáveis pelas palestras de sensibilizações, fazendo uma reflexão da responsabilidade de cada um. 

As ações acontecerão de forma virtual, através da plataforma online de eventos Sympla. Na próxima segunda-feira (3), o encontro remoto será feito com os síndicos de condomínios de Parnamirim, das 14h às 17h. “No momento com os síndicos, vamos procurar fazer a reflexão da responsabilidade. Queremos divulgar também o Projeto de Lei nº 2510/2020, que fala sobre a obrigatoriedade da denúncia, caso ocorra violência doméstica ou contra a mulher, no condomínio o qual ele é o responsável”, disse a assistente social. 

Já no dia 10, o evento será voltado para os professores da rede municipal de ensino, das 14h às 18h. Será promovido um espaço de conversa, utilizando a metodologia ativa com intuito de propor reflexões sobre modalidades de violência doméstica e familiar contra mulher. Na ocasião, será abordada a temática sobre o fluxo de denúncia e atendimento municipal.  

“Devido a pandemia houve um crescimento na violência doméstica e contra mulher. Na ação com os professores, o objetivo também é a reflexão da responsabilidade de cada um e apresentar a rede de atendimento para essa demanda. Muitos não conhecem a nossa rede de atendimento e dessa forma não sabem para onde se dirigir quando têm conhecimento de algum caso de violência contra a mulher. Os professores são uma peça muito importante na articulação em prol de uma cultura de paz”, comentou Elisângela Fonseca. 

Confira abaixo os links para participação nos eventos:

 

 

 

Texto: Ricardo Oliveira


Postado Por: JOEL DA COSTA CAMARA NETO
Fotografia de: ASCOM

Compartilhe: Compartilhar Facebook Share on Google+