Notícias SAE disp§e de servišo direcionado ao tratamento de IST's - 02/12/2020

O Serviço de Assistência Especializada em HIV/Aids e Hepatites Virais (SAE), dispõe de diversos serviços à população. O centro especializado realiza de forma regular, o atendimento de suporte aos pacientes, testagem rápida, renovação de receitas dos retrovirais, e examina o paciente se necessário. A avaliação de pacientes portadores de HIV e renovação de receitas para 60 dias também são realizadas.

O trabalho multidisciplinar do SAE dispõe de médicos infectologistas, enfermeiros, técnico de enfermagem, farmacêutico e ainda auxiliar de farmácia, psicólogo, assistente social e nutricionista. Os pacientes podem receber a medicação gratuita. O chamado "coquetel" é formado por inibidores de transcriptase reversa. Uma novidade do Centro Especializado, é o autoteste para o HIV, onde o paciente pode realizá-lo em casa. Para solicitar o autoteste, basta realizar um pequeno preenchimento de dados, ser maior de 18 anos e alfabetizado (a), para que seja possível compreender as instruções de uso.

A enfermeira e coordenadora do SAE, Izabel Alves, fala sobre o atendimento nos casos positivos de HIV/Aids. “As enfermeiras abrem um prontuário e solicitam os exames de sangue, CD4 e carga viral, que são feitos nas terças-feiras, no SAE e anexados ao prontuário do paciente. Após estes procedimentos, é feita a marcação com a médica e, dependendo da situação do paciente, ele é encaminhado ao serviço social e, ao psicólogo, quando necessário” explicou.

 

De acordo com Izabel, durante consulta médica são prescritos os retrovirais e outros medicamentos que funcionam como complemento e podem ser adquiridos na farmácia do próprio SAE. “Temos uma nutricionista, a qual passa a suplementação alimentar em alguns casos e também realizamos o acompanhamento com as gestantes que possuem o vírus, juntamente com a maternidade e obstetra. Após o parto, essas mães recebem a fórmula, que é o leite para as crianças, já que elas não podem amamentar”, disse.

A enfermeira responsável pela realização dos testes rápidos, Edna Martins, explica como os profissionais lidam com a notícia. “Hoje em dia nos sentimos mais preparados, porque precisamos demonstrar esse controle, mas é difícil. Procuramos sempre dar apoio ao paciente, para que ele possa lidar com essa situação de forma mais fácil, até porque tem se tornado algo corriqueiro, pois tivemos uma alta nos pacientes positivos. Os pacientes passam pelo aconselhamento conosco, pela assistência social e psicólogo. Boa parte dos pacientes já espera o resultado positivo, pelo fato dos sintomas e o contato sexual desprotegido e, atualmente, essa incidência tem crescido entre os jovens, entre 20 e 30 anos”, afirmou.

O SAE possui demanda aberta e, atualmente, o serviço conta com 896 pacientes cadastrados. Qualquer pessoa pode procurar o ambulatório para realizar os testes rápidos. Caso necessite de medicamentos, ao que se refere à testagem positiva, é necessário que o paciente apresente um encaminhamento médico ou algum exame que comprove a indicação da doença. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h. O Centro de Referência fica localizado na Rua Suboficial Farias, 23 - Monte Castelo, Parnamirim - RN, 59146-200.

Texto: Cinthia Oliveira


Postado Por: JULIANA GRACE NOBREGA DE MEDEIROS
Fotografia de: ASCOM

Compartilhe: Compartilhar Facebook Share on Google+