Notícias Parnamirim registra indicadores de mortalidade infantil menores que as taxas nacional e regional - 24/07/2021

Dados consolidados pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesad) apontam que o município de Parnamirim registrou os menores indicadores de mortalidade infantil no ano de 2020, no Hospital Maternidade Divino Amor, ficando abaixo das taxas regional e nacional. Os indicadores relacionam as mortes ocorridas entre crianças menores de um ano com o número de nascidos vivos em determinado momento. 

As taxas levam em consideração as fases do primeiro ano de vida do bebê, em que os óbitos podem ser divididos nas seguintes classificações: neonatal precoce (entre 0 e 6 dias completos de vida); neonatal tardio (de 7 a 27 dias completos de vida) e pós-neonatal (de 28 a 364 dias completos de vida).

No que diz respeito às taxas de mortalidade neonatal precoce, Parnamirim registrou o índice de 6,1, ficando abaixo dos indicadores regional e nacional, que são de 7,65 e 6,68, respectivamente. 

Já em relação à taxa de mortalidade neonatal tardia, o indicador foi menor ainda, quando comparado com os índices de referência. Parnamirim registrou indicador na casa de 0,9, enquanto a região Nordeste registrou 2,14, mesmo indicador nacional para essa categoria. 

O município alcançou grande destaque também em relação ao indicador que mede a taxa de mortalidade pós-neonatal. De acordo com o levantamento da Sesad, Parnamirim registrou indicador de 0,4, enquanto e região Nordeste ficou na casa dos 3,8 e o Brasil com 4,11, sendo esta a menor taxa quando comparada com os indicadores de referência. 

Outro indicador importante é a taxa de mortalidade materna. Em 2020 este índice chegou a zero, o que significa que não foi registrada a morte de nenhuma mulher até 45 dias após o parto. 

Para a secretária municipal de saúde, Terezinha Rêgo, esses números são resultado da excelente qualidade na assistência materno infantil, com equipe multiprofissional toda envolvida no atendimento qualificado e especializado. “O indicador de Mortalidade Materno Infantil é uma indicador de qualidade de assistência, e nossos números são excelentes quando comparados a média nacional e principalmente média do Nordeste, isso nos leva a dizer que Parnamirim vem se destacando em qualidade da assistência materno infantil, sendo referência no nosso Estado e no Brasil”, destacou.

De acordo com a diretora geral do HMDA, Ana Michelle, o prefeito Rosano Taveira e a secretária Terezinha Rêgo têm feito grandes investimentos na unidade, com a instalação de UTI adulto, melhoria na ambiência e contratação de profissionais da saúde. 

Júlia Ferreira Lopes, diretora técnica aponta que esses investimentos fazem com que a população de Parnamirim possua um hospital de referência, e possa cuidar bem da sua população e principalmente das suas gestantes e bebês. “Esses índices colocam Parnamirim em destaque no âmbito nacional”, observou ela.

Em média, O hospital Maternidade Divino Amor realiza 200 partos por mês. Em termos de estrutura, o HMDA conta com 6 leitos de pré-parto, 2 salas de parto, 2 salas de cirurgias, 24 leitos de alojamento conjunto, 6 leitos de gestante de alto risco, 3 leitos de gestantes com suspeita de COVID, 10 leitos de UTI adulto COVID, 10 leitos de UTI neonatal, 5 leitos de UCIN (unidade cuidados intermediário neonatal), além de central de esterilização, lavanderia, laboratório, ultrassonografia, farmácia hospitalar, ambulatório de planejamento familiar e de gestante de alto risco.

Ffotos: Eliana Félix


Postado Por: Saulo Tarso de Castro
Fotografia de: ASCOM

Compartilhe: Compartilhar Facebook Share on Google+